8 de jun de 2012


Atriz com síndrome de Down faz sucesso em seriado de terror


  | Por Equipe Inclusive
A atriz Jamie Brewer que vive o papel de Adelaide na serie American Horror Story
Emmy Magazine, Edição n º 3, 2012
Página 108
Tradução: Patricia Almeida
“Como a garota do lado, ela é top”
Um dos personagens mais inesquecíveis na história do seriado da FX American Horror Story não tem sido um fantasma, mas Adelaide, a filha da misteriosa Constance (Jessica Lange) que tem premonições e é freqüentemente maltratada.
Adelaide tem problemas com limites – ela entra na casa de seus vizinhos sem permissão e fala da desgraça – mas ela pode ser compreensiva e encantadora. Muito do apelo Addie decorre de Jamie Brewer a atriz que a retrata.
Como Adelaide, Brewer tem síndrome de Down, mas isso não a impediu de alcançar seus sonhos. Ela começou a atuar no oitavo grau na escola e programas extra-curriculares e fez duas peças assim que saiu da escola da escola, mas a American Horror Story é o seu primeiro programa importante.
“Estou muito grata ao (produtor executivo) Ryan Murphy por me dar esta oportunidade e por criar o personagem de Adelaide “, diz ela.
Ela não é só atriz. Também estuda meio-período no Monte San Jacinto College nos arredores de Los Angeles, para se graduar em bacharel em artes plásticas. Ela também pertence ao grupo Born to Act Players (Nascidos para atuar) em Los Angeles .
Brewer atribui à faculdade sua vontade de  buscar novos e mais ambiciosos papéis. “Fazer comédia seria divertido, mas qualquer papel que eu fizer, quero que seja um papel desafiante”.
Após que American Horror Story estreou no último outono, os fãs começaram a reconhecê-la na rua. “É muito legal que as pessoas estão vindo até mim e me dizendo o quanto eles admiram ver alguém com uma deficiência na TV”, ela diz: “Eles adoram Adelaide, às vezes se esquecem que, como Adelaide, eu, pessoalmente, tem uma deficiência”.
Esta primavera Brewer recebeu um Prêmio VOZES 2012  da Associação Síndrome de Down de Los Angeles, por espalhar conscientização pela comunidade através de sua performance. “É uma honra “, diz ela,” e eu espero que possa realmente ser um bom modelo. “- Paula Herdrickson
Fonte – Revista Emmy

Retirado do site: www.inclusive.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Distúrbios de Aprendizagem

Loading...

Psicopedagogia

Loading...

Dislexia

Loading...

TDAH

Loading...

AEE

Loading...

Língua Portuguesa

Loading...

Cérebro

Loading...

Minha lista de blogs

Revista INCLUSIVE

div id=Inclusive-Widget>