21 de jul de 2012

PROJETO BOLINHA DE SABÃO e PROJETO DÓ-RÉ-MI- FÁ ( AEE Multidisciplinar)



























Projeto

DÓ-RÉ-MI-FÁ




                                                        PROFISSIONAIS RESPONSÁVEIS

·         Daysi Ladwig
·         Giane Fiorenzano Jorge Pinto
·         Rúbia Coelho


Itajaí - 2011


Projeto DÓ-RÉ-MI-FÁ

“Qualquer proposta de ensino que considere essa diversidade precisa abrir espaço para o aluno trazer música para sala de aula, acolhendo-a, contextualizando e oferecendo acesso a obras que possam ser significativas para seu desenvolvimento pessoal em atividades de apreciação e produção. A diversidade permite ao aluno a construção de hipóteses sobre o lugar de cada obra no patrimônio musical da humanidade, aprimorando sua condição de avaliar a qualidade das próprias produções e as outros.” (BRASIL, 2001.)


OBJETIVO

                  Proporcionar aos educandos atividades de musicalização visando o desenvolvimento cognitivo, físico, emocional e cultural.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Desenvolver a capacidade auditiva;
  • Exercitar a atenção e a concentração;
  • Despertar a capacidade de análise e seleção de sons;
  •  Liberar suas emoções;
  • Desenvolver um sentimento de segurança e auto-realização;
  • Desenvolver a expressão corporal, o  ritmo  e a linguagem;
  • Desenvolver a percepção espacial (eu, o ambiente e o outro);
  • Desenvolver a coordenação motora ampla.


JUSTIFICATIVA

                  Este projeto tem como finalidade trabalhar a musicalização de maneira lúdica.    A idéia de se trabalhar com a musicalização surgiu devido as experiências anteriores em que o crescimento individual e coletivo foi significante. A proposta a princípio era trabalhar a estimulação da linguagem oral por meio das cantigas de roda, porém surgiu a oportunidade de uma parceira com uma musicista do Laboratório da Música, especializada em musicoterapia, portanto, tendo em vista tal importância, o projeto foi criado. 
                 Constata-se que a música causa um efeito em todo aquele que a escuta, seja de forma positiva ou negativa, sempre de acordo com a experiência pessoal de cada indivíduo. Podemos pensar em várias atividades humanas em que temos a música presente, tais como festas comemorativas, funerais, cinema, nos carros, entre outros. Segundo Galvão (2006), “... a reação humana ao discurso musical raramente é de indiferença. Isso traduz a experiência musical como uma experiência emocional socialmente compartilhada...”.
            Já com relação a tocar um instrumento musical, este apresenta uma complexidade de ordem motora e cognitiva ao necessitar da coordenação de ambos. Por isso Galvão (2006) evidencia que “... tocar um instrumento musical é uma das mais complexas atividades humanas pelo tipo de demanda que faz ao sistema de conhecimento como um todo.” Envolve questões emocionais, de coordenação motora fina, os sentidos visuais, auditivos e sinestésicos, entre outros.
            Assim, a relação entre cognição e música pode ser explorada sob diferentes facetas, uma vez que os textos musicais precisam ser elaborados em nosso cérebro para que sejam externalizados a sua compreensão para o ambiente.



Isso interage com características específicas de um aprendiz que, incluem personalidade e estilo cognitivo, equilíbrio emocional, traço de ansiedade, entre outros. Assim, [...] aprendizes têm de ser capazes de superar sérias limitações de ordem física, emocional e cognitiva. (GALVÃO, 2006, p. 170)


                 Portanto, nosso objetivo com as crianças do projeto “Bolinha de Sabão” será trabalhar as muitas dimensões cognitivas relacionadas à atividade musical, através da autorregulação, memória e ansiedade. Com isso elas serão desafiadas a superar seus limites cognitivos através da música, utilizando tanto recursos de canto quanto instrumentos musicais.





PÚBLICO ALVO

                 Educandos com diagnóstico clínico de atraso no desenvolvimento – que necessitem de intervenção na área da linguagem – com idade entre 04 e 07 anos, regularmente matriculados no Centro Municipal de Educação Alternativa de Itajaí – CEMESPI.


CRONOGRAMA

                 No decorrer do ano de 2011, na segunda terça-feira de cada mês, com duração de uma hora.


PROFISSIONAIS RESPONSÁVEIS E ÁREA DE ATUAÇÃO

  • Daysi Ladwig - Psicologia
  • Giane Fiorenzano Jorge Pinto – Educacional Especializado
  • Rúbia Coelho – Fonoaudiologia


COLABORADORA E ÁREA DE ATUAÇÃO

  • Gisele  Cugnie Barbosa Gonçalves  -  Musicista do Laboratório da Música


AVALIAÇÃO

                 O projeto será avaliado pela sua contribuição no desenvolvimento da linguagem dos educandos, bem como a sua motivação e participação. Além da interação no grupo e a promoção da autoestima.



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


GALVÃO, Afonso. Cognição, Emoção e Expertise Musical. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Brasília, v. 22, n. 2, p. 169-174, mai.- ago. 2006.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais de 1ª a 4ª séries: Arte. Secretaria de Educação Fundamental, Brasília: MEC/SEF, 2001.





















































































































































































































































































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Distúrbios de Aprendizagem

Loading...

Psicopedagogia

Loading...

Dislexia

Loading...

TDAH

Loading...

AEE

Loading...

Língua Portuguesa

Loading...

Cérebro

Loading...

Minha lista de blogs

Revista INCLUSIVE

div id=Inclusive-Widget>