4 de mar de 2009

PINÓQUIO

TRABALHAMOS A HISTÓRIA DO PINÓQUIO...
BRINCAMOS DE MARIONETE




                                                     CURIOSIDADE:
Primeiro boneco falante da literatura, o conto da vida de Pinóquio inspirou centenas de adaptações e referências, em todas as mídias possíveis. Pinóquio e Gepeto, na visão de Disney No Brasil, Monteiro Lobato trouxe-o para o contexto do Sítio do Picapau Amarelo, e até mesmo Tia Nastácia foi incumbida de preparar um "irmão" do Pinóquio. O escritor russo Aleksei Tolstoi escreveu uma célebre adaptação do livro, publicada em 1936, chamada As Aventuras de Buratino. No cinema diversas adaptações, não apenas em animação, mas ainda em filmes, foram feitas. Na obra-prima de Spielberg, A.I. (Inteligência Artificial), a obra de Collodi não apenas é uma referência, mas torna-se quase uma obsessão da personagem principal - um menino-robô que sonha ganhar vida, e busca, acreditando verdadeira a história do mestre italiano, a Fada Azul capaz de conceder-lhe o milagre. Em animes, a Tatsunoko (a mesma de Speed Racer e Samurai Pizza Cats) produziu a versão japonesa de Pinóquio, com 52 episódios de meia hora de duração, todos contando com cenas dramáticas e sombrias. O filme Shrek, da Dreamworks, também mostra o personagem Pinóquio. O personagem Pinóquio também gerou um jogo para o console Sega Mega Drive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Distúrbios de Aprendizagem

Loading...

Psicopedagogia

Loading...

Dislexia

Loading...

TDAH

Loading...

AEE

Loading...

Língua Portuguesa

Loading...

Cérebro

Loading...

Minha lista de blogs

Revista INCLUSIVE

div id=Inclusive-Widget>